APA do Alto Iguaçu

Administração: Estadual

Órgão Gestor: Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro (INEA)

Categoria de Manejo: Área de Proteção Ambiental

Bioma Predominante: Mata Atlântica

Tamanho (Área):  22.109 mil hectares, abrangendo partes dos municípios de Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Belford Roxo.

 

Objetivo da Unidade de Conservação:
Assegurar a conservação de remanescentes de Mata Atlântica da região urbano-industrial da Baixada Fluminense, bem como recuperar algumas áreas degradadas ali existentes, mantendo as populações de animais e plantas nativas e oferecer refúgio para espécies raras, vulneráveis, endêmicas e ameaçadas de extinção da fauna e flora nativas.

Além de assegurar a preservação e manutenção de grandes áreas livres e permeáveis na bacia de inundação dos rios Iguaçu e Botas, com vistas a minimizar os efeitos das cheias e inundações sobre as populações daquela região. Com isso, contendo o processo de supressão de habitats de espécies nativas decorrente da urbanização da região urbano-industrial da Baixada Fluminense.

Sua criação também estimula a recuperação das matas ciliares e áreas de preservação permanente visando à manutenção do livre escoamento dos cursos d’água integrantes da Bacia dos Rios Iguaçu e Botas, impedindo a ocupação nas faixas marginais de proteção.

 

O logotipo é representado pela ave símbolo colhereiro, a Fazenda São Bernardino, as várzeas do Rio Iguaçu, tabebuia conhecida como Pau de Tamanco e o pico da Boa Esperança visto de Xerém, Duque de Caxias, RJ. (Fonte: INEA / Internet)

APA ESTADUAL DO ALTO IGUAÇU

Texto: INEA / Internet.

Projeto “SER” Ambiental 2017©®™