OPERAÇÕES AMBIENTAIS – Extração Ilegal de Areia no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro (RJ) – Nos dias 9 e 10 de dezembro, o 1º Batalhão de Engenharia de Combate (Escola) participou da “Operação Areal”, que teve por objetivo combater a extração ilegal de areia no município de Duque de Caxias (RJ), região da Baixada Fluminense, no Estado do Rio de Janeiro.

A operação foi coordenada pelo Ministério Público Federal no Estado do Rio de Janeiro (MPFRJ) e pelo Comando Militar do Leste (CML). Contou, ainda, com a participação do 1º Pelotão do 57º Batalhão de Infantaria Motorizado (57º BI Mtz) e meios de comunicações do Batalhão Escola de Comunicações (BEsCom). A missão do 1º BE Cmb (Es) foi derrubar silos de areia e inutilizar balsas. Foram empregados equipamentos de engenharia e explosivos.


A REGIÃO ONDE OCORREU O CRIME

Vale ressaltar que a localização deste Areal era dentro dos limites da APA do Alto Iguaçu (INEA) que tem por diversos finalidades a necessidade de proteção e manutenção dos lençóis freáticos e dos talvegues de escoamento das águas superficiais que mantêm brejos e pequenas lagoas e matas paludosas na bacia hidrográfica do Rio Iguaçu.


Árvores cortadas e descartadas no Caminho do Rio Iguaçu, no Iguaçu Velho, em Nova Iguaçu.

Algumas ruas da região servem de descarta irregular de lixo, animais mortos, restos de carros e árvores cortadas de forma ilegal.

Além disso, a APA do Alto Iguaçu (INEA) deve preservar a conectividade que este território traz com outras Unidades de Conservação de Proteção Integral e de Uso Sustentável, estabelecendo um contínuo entre fragmentos florestais e fortalecendo o Mosaico Central Fluminense.

Sem contar que esta APA deve trabalhar visando a necessidade de controle das cheias de curto, médio e longo prazo na bacia dos rios Iguaçu e Botas.


Na foto vemos um dos vários Ecopontos (pontos de coleta de lixo) colocados ao longo da Estrada Zumbi dos Palmares (ou Estrada Federal), localizada no Iguaçu Velho, em Nova Iguaçu, sendo a única via de acesso a Praça de Tinguá, que é um local riquíssimo e histórico, além de abrigar a sede da magnífica e importantíssima Reserva Biológica do Tinguá (ICMBio).

A questão é que a falta de coleta de lixo é Crime Ambiental. Depois a Prefeitura de Nova Iguaçu “enche a boca” para dizer que eles recebem o ICMS Ecológico por ser uma cidade que cumpre as metas ambientais…. Imagina se não cumprisse!!!

MAS NÃO É ISSO QUE NÓS COORDENADORES DO PROJETO “SER” AMBIENTAL ESTAMOS VENDO…

A APA do Alto Iguaçu esta abandonada na região que abrange os Rios Iguaçu, Rio Tinguá, Rio Boa Esperança e Rio Barreiras. O órgão que administra a APA é o INEA, que esta atrelado a Secretária de Meio Ambiente (SEAS). Lamentavelmente estes órgãos estão cheios viraram “cabide” de emprego para “apadrinhados políticos”.  

Outro órgão local é a “tal” Guarda Ambiental de Nova Iguaçu, que também só serve de “cabide de emprego”, fazendo com que sua inoperância contribua para que a região esteja sofrendo com invasão de terras públicas e a grilagem destas terras por parte de Milicianos.

A caça é algo “normal” na região e a retirada de saibro dos morros que cercam o Rio Iguaçu acontece sempre nos finais de semana, onde a possibilidade de fiscalização é zero.

Enfim…

Não há como relatar um Crime Ambiental sem falar dos outros vários que ocorrem e estão longe das notícias.


Em Novembro de 2019, nossos Coordenadores em uma caminhada na região onde abriga a Fábrica da Danone Águas do Brasil se depararam com uma cobra morta de forma cruel e deixada em uma árvore exposta como se fosse um troféu para que todos os caminhantes pudessem ver. Este local é próximo da conhecida Cachoeira da Janjana… Um belo cartão de visita aos “pseudos” turistas que os Políticos querem trazer para Tinguá e região.

Vale lembrar que Turista de verdade… Sim, aquele que vai gastar dinheiro em sua cidade quer desfrutar de uma região com muitos atrativos e belezas.

Fonte: 1º BE Cmb (Es)

Foto de Capa: Exército Brasileiro

Fontes textuais:

https://www.facebook.com/pg/cmdocmloficial/posts/

http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/10855617

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s